Projeto pioneiro da FAMC ensina Matemática de forma lúdica

[vc_row][vc_column][gt3_custom_text text_color=”#3c434b” font_size=”16″]A Faculdade de Administração Milton Campos está desenvolvendo um projeto pioneiro no ensino de Matemática com alunos e professores de três escolas públicas de Nova Lima, como parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia / 2017, promovida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O projeto A Matemática está em tudo! é coordenado pelas professoras Elvira Maria Alvarez Leite e Ana Luisa Daibert Pinto, teve início na segunda-feira, dia 23, e se estenderá até esta quinta-feira, dia 26. No total, ele envolve 18 alunos, das Escolas Municipal Benvinda Pinto Rocha, Estadual João Felipe da Rocha e Estadual Deniz Vale.

O foco principal do projeto, segundo as coordenadoras, é o de demonstrar aos alunos participantes, de forma lúdica e concreta, que a Matemática está presente no dia-a-dia de cada um. “A Geometria vista nos primeiros anos do Ensino Fundamental, em particular, é de grande aplicação prática e, com o uso de material concreto, torna-se de fácil entendimento”, afirmam.

Maquete de jardim

A motivação inicial dos alunos é dada pela proposta de eles construírem a maquete de um jardim, como forma de perceber a aplicabilidade da Matemática. Aceita a proposta, os alunos recebem a planta baixa do jardim. Nesse momento, discute-se com eles o fato de o jardim estar muito pequeno e a necessidade de transformar essas medidas da planta baixa em medidas maiores. O projeto, então, é desenvolvido com o estudo dos conteúdos de Geometria necessários para sua efetivação.

Dizem as coordenadoras que “trabalhar com um projeto concreto (construir uma maquete) torna os alunos mais interessados, além de justificar, por si só, o estudo da Geometria. Não há necessidade de buscar objetivos ou aplicabilidade de se estudar tais conteúdos. O processo é o inverso: por que se precisa de tal conhecimento para continuar a construção da maquete é que se vai buscá-lo.”

Com a execução do projeto, as coordenadoras acreditam ser possível desenvolver no aluno a capacidade de fazer descobertas sozinho, construindo assim seu próprio conhecimento; verificar que a Matemática está presente no dia-a-dia de cada um; desenvolver no aluno a capacidade de trabalhar em grupo; aprender a utilizar escalas; aprender o conceito de perímetro; calcular o perímetro de algumas figuras planas; calcular o comprimento de um círculo; aprender o conceito de área;e calcular a área de algumas figuras planas.[/gt3_custom_text][/vc_column][/vc_row]

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.